fbpx

Aloísio diz que Índio foi o zagueiro mais difícil de jogar e relembra até chiclete emprestado: “O cara era louco”

A forte rivalidade entre São Paulo e Inter na década passada, com direito à final de Libertadores em 2006, trouxe um duelo particular bastante árduo. De um lado, o centroavante Aloísio Chulapa, com toda a força física e malandragem. Do outro, o zagueiro Índio, com os mesmos predicados.

Tanto é que o ex-atacante, em entrevista ao Globoesporte.com, admite que Índio foi o zagueiro mais difícil que já enfrentou. E lembrou até a oportunidade em que o ex-colorado pediu emprestado, no meio do campo, um chiclete já usado.

“O Índio, ex-zagueiro do Internacional, era difícil de se livrar. Ficava colado, fungando no meu cangote. Chegava a fazer a raiva, bicho. Certa vez, eu tava mastigando chiclete, ele olhou pra mim, o chiclete já amargo, todo duro, e ele pediu o meu chiclete pra mascar o resto”, falou Aloísio, antes de terminar:

“Eu dei o chiclete já sem gosto, ele pegou e colocou na boca (risos). O cara era louco mesmo. Tudo isso era pra mexer com o meu psicológico”.

Aloísio Chulapa travou grandes duelos com Índio – Foto: Divulgação

O último elogio do ex-são-paulino a Índio é até sobre a parte ofensiva, quando o defensor se aventurava a subir:

“Quando a gente jogava com um esquema com três atacantes, contra o Inter, era complicado acompanhar o Índio. Ele subia muito para o ataque e não tinha condições de marcá-lo, não. O cara tinha um físico impressionante, subia toda hora”.

Chulapa se aposentou em 2017, enquanto Índio, multicampeão no Inter, encerrou a carreira em 2014.

Mais notícias

Comentários
Loading...

Este site Web utiliza cookies, incluindo cookies de terceiros e web beacons para melhorar a sua experiência online, permitindo-nos adaptar os nossos conteúdos para si com base nos seus interesses e nos seus hábitos de navegação. Ao continuar a utilizar o nosso site Web, você aceita a utilização de cookies e de web beacons pela nossa parte. Para obter informações sobre os cookies que utilizamos, para obter mais detalhes sobre como processamos os seus dados pessoais e para obter informações sobre como pode retirar o seu consentimento (que poderá fazer em qualquer momento), clique em ler nossas políticas Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies