Bolzan banca Renato, cita jogador que queria ver mais em campo e descarta rebaixamento: “Não tem sinal disso”

Presidente gremista Romildo Bolzan Jr participou do "Papo com o Presidente" nas mídias do Grêmio

Em participação no “Papo com o Presidente” nas mídias oficiais do Grêmio nesta terça-feira, Romildo Bolzan respondeu inúmeras questões enviadas por torcedores especialmente sobre o momento do time e, outra vez, bancou a permanência do técnico Renato Portaluppi no cargo.

O mandatário lembrou a mudança na fotografia do elenco em relação ao time do ano passado e citou o seu primeiro ano de gestão em comparação à atual temporada:

“Temos quase 40% do plantel de jogadores novos desde o início da temporada. É uma transição. Eu também sofro nos jogos do Grêmio. Mas o dirigente precisa ter a cabeça fria de saber avaliar os momentos e o que está acontecendo lá dentro. Temos expectativa ou não? Temos, sim. Passamos por isso em 2015 e tenho a cabeça limpa a esse respeito. Temos um novo momento e vamos consolidar do ponto de vista técnico. Vamos dar as respostas reafirmando a confiança no trabalho da comissão técnica e do Renato”, declarou.

Ferreira

De contrato renovado depois de uma longa novela, Ferreira voltou bem ao time com gol diante do Palmeiras e praticamente não apareceu mais em campo desde então. Bolzan garante que não escala jogador, mas admitiu que gostaria de vê-lo mais vezes.

“Essa matéria é da comissão técnica, não do dirigente. Eu não escalo jogador. Não bato na mesa pedindo esse, esse e esse. Isso não existe no futebol. Repito, não existe. As opções são feitas pela comissão técnica e a minha função é dar o que o treinador pede. Agora, como torcedor, eu também gostaria de ver o Ferreira mais vezes em campo”, comentou.

MEDO DE CAIR?

O atual 14° lugar no Brasileirão com 17 pontos, tendo dois de vantagem sobre o primeiro time do Z-4, que é o Corinthians, deixa o Grêmio “constrangido”, segundo Bolzan. Mas a garantia é de que o clube não vai cair de divisão:

“Não tenho nenhum medo de ser rebaixado. Temos elenco suficiente pra fazer bem a passagem de dificuldade momentânea. E tenho confiança que vamos chegar à Libertadores. O campeonato está aberto ainda. Não vamos sofrer por antecipação. Podem ter segurança: não vamos ser rebaixados. Não tem sinal disso. Vamos passar rapidamente por este momento de maus resultados”, disse o mandatário, antes de terminar:

“Esse diagnóstico de que o Brasileirão é a nossa terceira prioridade não é verdadeiro. Entramos sempre pra disputar. O que está acontecendo este ano é uma queda técnica nossa no campeonato. O que pode acontecer é daqui a pouco em meio a uma oitavas de final, quartas de final de Libertadores, Copa do Brasil, aí sim segurarmos um jogo do Brasileirão. Pode acontecer. Mas não é verdadeiro que não priorizamos. O Grêmio está constrangido, está frustrado pela atual posição”.

Visando a recuperação imediata, o tricolor recebe o Botafogo nesta quarta-feira a partir das 19h15.

Veja (após a publicidade) grupos de WhatsApp para participar.

Grupos WhatsApp: Apenas para receber as últimas notícias do zona mista

Comentários
Loading...

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies