Bolzan cita decepção “presa” na garganta e faz queixa sobre final contra o Real Madrid

Em uma entrevista em tom de retrospectiva de todos os seus anos no comando do Grêmio, algo em vigor desde 2015, o presidente Romildo Bolzan manteve uma queixa sobre a grande final do Mundial de 2017 contra o Real Madrid. A declaração foi dada ao repórter Jairo Kuba, da Rádio Galera, na tarde desta quarta-feira.

Bolzan admitiu a qualidade e o mérito do adversário espanhol, lamentou a “quase” ida aos pênaltis e, principalmente, a não marcação de um pênalti de Sergio Ramos em Ramiro.

“Aquele jogo contra o Real Madrid era complicadíssimo. Mesmo assim perdemos de 1×0 e mostramos uma capacidade de segurar a partida que foi impressionante. E eu ainda tenho pra mim que ocorreu um pênalti não assinalado no Ramiro, que seria importante. Embora a resistência grande que tivemos, alguns desempenhos nossos foram abaixo. E pagamos o preço. Tomamos um gol de falta que passou pela barreira. O empate pra ir pros pênaltis nos daria ilusões diversas”, disse, antes de acrescentar:

“Eu posso dizer que faltou de repente um pouquinho mais de sorte pra nós. Mas o Grêmio fez um enfrentamento adequado e não fez fiasco. Perder de 1×0 foi importante. Não é pouca coisa ser vice-campeão mundial. Tem um peso e um acervo de clube, que pra nós é importante”.

Maior decepção como presidente

Nada de derrota em Libertadores, alguma goleada sofrida ou tropeço em clássicos contra o Inter. A maior decepção de Bolzan como dirigente foi a eliminação no ano passado diante do Athletico, na semifinal da Copa do Brasil.

“O que era do Grêmio é a Copa do Brasil de 2019. Tivemos vantagem de 2×0 sobre o Athletico em um jogo que poderíamos ter feito 4 ou 5×0 na Arena. Fomos pra lá e tivemos um pênalti não dado logo no início. Não dado de maneira maldosa, prejudicial. E com o VAR. E aí caímos nos pênaltis. É algo entalado até hoje. Poderíamos ter pelo menos feito um golzinho e ido pra final. Seria bacana um Gre-Nal na final. Aquilo, pra mim, é a grande decepção minha como presidente do Grêmio”, comentou.

Lembrado por Bolzan, o tricolor fez 2×0 no jogo de ida em casa e teve um pênalti claro não dado quando a volta, na Arena da Baixada, seguia em 0x0. No lance, Geromel cabeceou em direção ao gol e a bola bateu no braço de Wellington Martins. Ainda com o VAR, a arbitragem nada marcou. Depois, os paranaenses devolveram os 2×0, ganharam nos pênaltis e posteriormente venceram o torneio sobre o Inter.

Enquete

Se o Gauchão se encerrar antes do prazo, quem deve ser o campeão?

  • Caxias, por ser o campeão do 1º turno (48%, 7.664 Votos)
  • Jogo único entre Inter x Caxias (Quando futebol voltar ao normal) (23%, 3.699 Votos)
  • Ninguém, a edição de 2020 fica sem campeão (20%, 3.242 Votos)
  • Inter, por ter maior pontuação (8%, 1.233 Votos)

Total de Participantes:: 15.838

Carregando ... Carregando ...

Siga-nos

Comentários
Loading...