Chamado de “m…” por Edilson, ex-dirigente do Grêmio revela ter tido nova conversa com o lateral

Logo no início de janeiro de 2018, o Grêmio já lidava com uma importante perda: Edilson, que aceitou uma proposta lucrativa do Cruzeiro. Símbolo de garra e bravura dentro de campo, e adorado pela torcida, o lateral teve um áudio vazado na ocasião onde lamentava a falta de uma “contraproposta” do Grêmio e ainda detonava o então vice de futebol Odorico Roman, chamando-o de “m…”, um “b…”.

Roman, nesta segunda-feira, em live com o fotógrafo e influencer tricolor Richard Dücker, passou a limpo o caso e pela primeira vez revelou que o lateral fez um pedido de desculpas de forma privada:

“Essa é uma história para eu esclarecer de uma vez por todas. Eu não sei porque o Edilson gravou aquele áudio. Jamais tive problema com ele. Talvez eu possa imaginar a situação. Forçou a saída pro Cruzeiro e talvez tenha tentado justificar a saída dele. Arrumou um bode expiatório. A proposta do Cruzeiro era irrecusável. O Edilson, digo pela primeira vez publicamente, me pediu desculpas. Tenho isso registrado. Não quis fazer publicamente, mas tenho registrado ele me pedindo desculpas. E eu aceitei, ele reconheceu o erro e está superado”, explicou o ex-dirigente.

Relembre o que disse Edilson:

Vocês sabem o quanto eu curtia jogar aí. Quando o cara entra em campo como eu entrava é porque gosta realmente. Não queria em nenhum momento sair do Grêmio. Mas vou falar a real. Em nenhum momento fez uma contraproposta para que eu ficasse. Isso ninguém sabe. A proposta do Cruzeiro foi boa pra c…, não posso negar. Agora, eu não tive nenhuma contraproposta para poder ficar. E o Odorico (vice de futebol) só fala m… esse cara é um m… (…) esquecendo isso aí, meu (críticas), diz que eu mandei um abração pros caras da Geral (do Grêmio, torcida organizada), um agradecimento de coração por estar ao meu lado. Não só ao meu lado, mas ao lado do time em todos os momentos. Na época em que fomos eliminados da Copa do Brasil no ano passado (em 2017 pelo próprio Cruzeiro), quando estivemos em uma época mal no Brasileiro de 2016, é não só das horas boas que temos que lembrar. Meu agradecimento de coração por tudo, pelo carinho que vocês têm comigo e o respeito. Beleza, meu irmão? Diz que mandei um abraço para todos os caras aí. Tamo (sic) junto”.

Aos 33 anos, o lateral fez parte da campanha do rebaixamento do Cruzeiro em 2019 e segue no clube neste ano. Ouça abaixo o polêmico áudio de 2018:

Enquete

Você é favorável ao retorno dos jogos de futebol?

  • Somente a partir de junho, com portões fechados (38%, 2.402 Votos)
  • Não há condições de ter futebol em 2020 (26%, 1.667 Votos)
  • Sim, imediatamente, mas com portões fechados (24%, 1.493 Votos)
  • Sim, imediatamente (12%, 776 Votos)

Total de Participantes:: 6.338

Carregando ... Carregando ...

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Loading...