Em tom de despedida, Rodrigo Caetano diz que não foi procurado pelos candidatos à presidência do Inter

Executivo de futebol tem contrato apenas até dezembro e está deixando o Internacional

Contratado ainda no primeiro turno do Brasileirão de 2018, o executivo de futebol Rodrigo Caetano já fala em tom de despedida do Internacional. Nesta quarta-feira, horas antes da importante partida contra o Boca Juniors pela ida das oitavas da Libertadores, no Beira-Rio, ele confirmou à Rádio Gre-Nal que não foi procurado pelos dois candidatos à presidência do clube.

No próximo dia 15, Alessandro Barcellos e José Aquino Flôres de Camargo disputam a preferência de cerca de 60 mil sócios aptos a votarem de forma online. Quem vencer, comanda o clube pelos próximos três anos.

“Não fui procurado por nenhum dois dois candidatos, tenho toda certeza de que o Internacional vai estar em boas mãos”, colocou Caetano.

Já especulado em outros clubes, como por exemplo o São Paulo, o dirigente descartou se movimentar no mercado antes de encerrar o seu compromisso vigente com o Inter:

“Eu não vou me movimentar no mercado até o dia em que eu tiver compromisso aqui. Eu sempre preservei a minha situação moral no clube. Por onde passei nunca interrompi os meu compromissos e aqui no Internacional não vai ser diferente. Eu quero depois, lá no final, e ver que muita coisa foi feita de positiva”, concluiu.

Veja (após a publicidade) grupos de WhatsApp para participar.

Grupos WhatsApp: Apenas para receber as últimas notícias do zona mista

Comentários
Loading...

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies