Erik desabafa sobre saída do Inter e admite frustração com Eduardo Coudet

Lateral concedeu entrevista em tom de desabafo à Rádio Gre-Nal nesta segunda-feira

Vendido ao Al Ain, dos Emirados Árabes Unidos, por cerca de 750 mil dólares (R$ 4 milhões), o lateral-esquerdo Erik, de 19 anos, concedeu entrevista em tom de desabafo sobre a sua saída do Inter nesta segunda-feira à Rádio Gre-Nal. Ele evitou usar o termo “mágoa”, mas admitiu frustração com o técnico Eduardo Coudet.

O jovem reclamou da falta de chances até mesmo no Gauchão e lembrou que, no início do ano, havia pedido para estar no grupo que jogou – e foi campeão – da Copa São Paulo.

“Eu cheguei a pedir para ir para a Copinha para o preparador físico (Cristiano Nunes). Ele disse que não, para esperar porque tinham um projeto para mim. Acabou que não fui para a Copinha, nem tive chances no Gauchão”, disse, antes de acrescentar:

“Coudet nunca falou pessoalmente comigo. Falava com o grupo dizendo que todos receberiam oportunidades. Fiquei triste por isso, porque me desceu de volta para base sem que tivesse oportunidade. Desde que o Chacho chegou não tive oportunidade. Mal treinava na minha função. Treinava de atacante muitas vezes. Não entendi porque não tive oportunidade de jogar nem no Gauchão, mas já é passado, estou indo para um novo clube”.

Em sua frente na escala hierárquica da lateral, Erik tinha Moisés, Uendel e Natanael. O jogador terá 50% dos direitos mantidos com o Inter, que poderá lucrar em futura nova transferência.

Grupos WhatsApp: Apenas para receber as últimas notícias do zona mista

Comentários
Loading...

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies