Ex-presidente revela como Abel reagiu quando Scocco disse que não queria mais jogar no Inter

Giovanni Luigi relembrou detalhes da saída do atacante argentino no início do ano de 2014

Em 20 jogos durante a temporada de 2013, Ignacio Scocco, vestindo a camisa do Inter, compareceu às redes em apenas quatro ocasiões: dois contra o Botafogo, um contra o Salgueiro e outro contra a Ponte Preta. Pouco para alguém cujo investimento havia sido de 6,5 milhões de dólares, de modo que o seu segundo ano de clube precisaria ser melhor.

Mas ele mesmo não quis uma segunda temporada no Beira-Rio. Alegando estar sem adrenalina, pediu para sair. E recebeu a “benção” do então técnico Abel Braga, no início de 2014, segundo o então presidente colorado Giovanni Luigi.

“O Scocco pediu para falar com o Abel. Falou que queria sair, que não tinha mais motivação para seguir jogando no Inter. O Abel logo disse: “Não quer ficar, ok. Vai embora…”‘, revelou Luigi ao canal Vozes do Gigante, do YouTube.

Inicialmente, Scocco deixou o Inter para se aventurar no Sunderland, da Inglaterra, onde também não teve vida longa. Voltou ao Newell’s e, em 2017, foi contratado pelo River Plate. No meio de 2020, fez o caminho inverso deixando o Monumental de Nuñez para voltar ao Newell’s.

Sem Scocco e com Abel Braga, o Inter de 2014 foi campeão gaúcho e terminou o Brasileirão classificado de forma direta à Libertadores do ano seguinte.

Grupos WhatsApp: Apenas para receber as últimas notícias do zona mista

Comentários
Loading...

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies