Exclusivo: Jean Pyerre não tem dor, dá prazo de retorno e minimiza “peladas” nas férias

A reportagem do Zona Mista trocou mensagens com Jean Pyerre na noite desta segunda-feira, logo após a divulgação das notas oficiais do Grêmio e da assessoria do meia atualizando a sua lesão na coxa direita. No total, já são quatro meses fora dos gramados.

Jean garantiu que não sente mais dor nenhuma e que, por ele, já jogaria “no final da semana ou na outra”. Ele ressaltou que a responsabilidade agora está com o departamento médico do Grêmio – o DM, por sua vez, tem falado em “atrofia muscular” e quer mais reforço antes da liberação total.

“Em novembro eu fui liberado pra fazer atividades físicas e pra trabalhar com bola. Tanto que participei do último treino pré-férias. Então me passaram treinamentos e tudo que eu fizesse nas férias. Só que eles (DM) ainda têm receio e preferem fazer reforço por mais um tempo por causa da fibrose”, declarou.

Meia está lesionado desde setembro de 2019 - Foto: Lucas Uebel/Grêmio
Meia está lesionado desde setembro de 2019 – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Perguntado sobre qual prazo poderia dar para o seu retorno, já que o Grêmio, oficialmente, não cita nenhuma data, o meia foi direto:

“Fim dessa semana ou semana que vem”.

Peladas no fim de 2019

Além de cumprir o protocolo de exercícios passado pelo clube nas férias, Jean Pyerre também participou de algumas “peladas” – ele foi, por exemplo, a estrela de um jogo beneficente em Cachoeira do Sul-RS.

No contato com o Zona Mista, o atleta garantiu que não estava sentindo dor quando participou de jogos festivos e desabafou:

“Uma lesão que era pra se curar em um mês… vai ser culpa porque eu joguei bola nas férias?”, questionou.

“Não tinha dor, assim como não tenho agora. É uma determinação do DM que eu ainda não participe. Simples”, acrescentou.

O que diz o Grêmio?

Segundo a nota do clube, o jogador voltou de férias “com alterações cicatriciais e atrofia muscular, além de pequeno edema”.

O atleta Jean Pyerre sofreu uma lesão muscular extensa da coxa direita no dia 20/09/2019. Apresentou uma boa recuperação, porém, no final do mês de outubro, os exames de controle de imagem mostraram que a cicatrização ainda não estava completa. Tendo uma excelente evolução, recebeu alta do Departamento Médico no final do mês de novembro, e iniciou trabalhos de transição com a preparação física. No retorno das férias, apresentou regressão com alterações cicatriciais e atrofia muscular, além de pequeno edema no exame de imagem. Desde então, vem realizando trabalhos específicos com a fisioterapia e preparação física. A expectativa é que, brevemente, retornará às suas atividades normais com o grupo principal“, escreveu o Grêmio.

Jean Pyerre convive com a expectativa do retorno - Foto: Reprodução
Jean Pyerre convive com a expectativa do retorno – Foto: Reprodução

Em entrevista concedida na semana passada, o médico Paulo Rabaldo comparou a situação do meia com um carro:

“Por ter ficado muito tempo parado, o Jean Pyerre teve um grau de atrofia na perna lesionada e está fazendo um trabalho específico para equilibrar a musculatura. É que nem um carro, que necessita de geometria. O Jean Pyerre apresentou uma assimetria que precisa ser corrigida. O lado lesionado ficou um pouco atrofiado. Inclusive estamos tendo que segurá-lo, porque ele quer ir para o campo”, disse, antes de acrescentar:

“Não vamos falar em tempo, nós estamos fazendo medições, ele tem que suprir a necessidade mínima de simetria. Nós temos a ciência a nosso favor. Por mais que o jogador tenha vontade ir para o campo, ele tem que estar em perfeitas condições”, finalizou.

Enquete

Quem é o melhor jornalista esportivo do Rio Grande do Sul?

Ver resultados

Carregando ... Carregando ...
Em breve: enquete perguntando quem é melhor jornalista feminina do Rio Grande do Sul.
Comentários
Loading...

Este site usa Cookies para aperfeiçoar a experiência dos leitores. Aceita continuar? Aceito Ler: Política de privacidade e cookies

Política de privacidade e cookies