Formado no Grêmio, Prass se diz tricolor “de coração” e ainda lamenta passagem no clube

Um dos principais goleiros dos últimos anos no futebol brasileiro, Fernando Prass lamenta não ter tido a chance de disputar sequer uma partida como profissional pelo clube do coração: o Grêmio, que o lançou entre o final dos anos 90 e início dos anos 2000.

Como a concorrência com Danrlei naquele momento era quase que “desleal”, ele acabou indo tentar a sorte em outros clubes como Francana e Vila Nova até começar a brilhar no Coritiba a partir de 2002.

“Eu era gremista desde pequeno, meu sonho era atuar no clube do meu coração. Cresci com este sonho. Infelizmente, não consegui fazer um jogo no profissional”, disse em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Prass viveu o grande momento da carreira em sete anos no Palmeiras, onde venceu títulos do porte da Copa do Brasil e do Brasileirão. Ele deixou o clube no final do ano passado.

Com 41 anos, o goleiro gaúcho de Viamão atua desde janeiro no Ceará, onde era o titular até a parada geral do coronavírus.

Comentários
Loading...

Este site Web utiliza cookies, incluindo cookies de terceiros e web beacons para melhorar a sua experiência online, permitindo-nos adaptar os nossos conteúdos para si com base nos seus interesses e nos seus hábitos de navegação. Ao continuar a utilizar o nosso site Web, você aceita a utilização de cookies e de web beacons pela nossa parte. Para obter informações sobre os cookies que utilizamos, para obter mais detalhes sobre como processamos os seus dados pessoais e para obter informações sobre como pode retirar o seu consentimento (que poderá fazer em qualquer momento), clique em ler nossas políticas Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies