Grêmio nega erro em “caso Maicon” e defende a preparação física do time: “Lesões são normais”

Volante gremista não suportou jogar todo o primeiro tempo deste domingo por dores musculares

Durou apenas 30 minutos a volta do volante Maicon ao time do Grêmio. Fora das últimas partidas por conta de dores musculares, o jogador iniciou o empate em 1×1 com o Fortaleza, mas voltou a acusar problemas, saiu para a entrada de Robinho e impulsionou novamente o debate sobre a preparação física da equipe.

O técnico Renato Portaluppi e a direção têm pensamento uniforme: não há problemas ou erros cometidos pela preparação física, nem nas lesões sofridas nem na performance do time em campo.

“Talvez vocês (imprensa) estejam vendo algo que eu não estou vendo. Não vi ninguém falar que, com um a menos, corremos mais que o Bahia. Lesões são normais no futebol, não é só no Grêmio. Por isso que às vezes poupamos jogadores, e aí vem críticas”, explicou Renato após o jogo na Arena pelo Brasileirão.

Para o vice-presidente de futebol, Paulo Luz, lesões são “corriqueiras” e “normais” dentro de um time de futebol:

“No futebol as lesões são corriqueiras. O Maicon é um grande líder. Ele não ia se colocar à disposição do Renato se não tivesse condições. Isso é normal”, declarou.

Além de Maicon, o Grêmio já não vem contando com outros atletas por problemas similares. Victor Ferraz, Pepê, Jean Pyerre e Guilherme Guedes já vinham fora, e Kannemann também sofreu lesão muscular no recente empate com o Atlético-GO.

Na volta da fase de grupos da Libertadores, o tricolor entra em campo na quarta-feira, 21h30, diante da Universidad Católica, no Chile.

Grupos WhatsApp: Apenas para receber as últimas notícias do zona mista

Comentários
Loading...

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies