Medeiros diz que maior tristeza vivida no Inter foi ter que demitir 44 funcionários em meio à crise

A decisão de demitir recentemente 44 funcionários, eliminando 8% dos postos de trabalho do clube, deixou o presidente Marcelo Medeiros sem dormir por algumas noites. Ele classificou nesta quarta-feira essa situação como a sua maior tristeza vivida no Inter.

Em entrevista ao jornalista Jorge Nicola, o mandatário admitiu que doeu ter de fazer as demissões, embora elas fossem consideradas necessárias pelo clube naquele momento.

“A maior tristeza no Inter eu vivi nas últimas semanas, quando fizemos as demissões de funcionários para equilibrar as contas dessa gestão. Como tu te sentiria? Como tu conseguiria dormir tendo que demitir 44 funcionários? Tu vai dormir numa terça e acorda na quarta tendo que tomar essa decisão. É difícil”, lamentou.

No mês de abril, a direção já havia informado um plano de contingência para cortar 30% das despesas no orçamento. Nomes do futebol como o ex-treinador do sub-23 e interino Ricardo Colbachini e André Volpi, auxiliar de preparação física, também foram desligados, evidenciando os cortes em todas as áreas.

Enquete

Você é favorável ao retorno dos jogos de futebol?

  • Somente a partir de junho, com portões fechados (38%, 2.402 Votos)
  • Não há condições de ter futebol em 2020 (26%, 1.667 Votos)
  • Sim, imediatamente, mas com portões fechados (24%, 1.493 Votos)
  • Sim, imediatamente (12%, 776 Votos)

Total de Participantes:: 6.338

Carregando ... Carregando ...

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Loading...