Referência em ações sociais, Dunga cita D’Alessandro e critica governantes: “Não vivem no mundo real”

Capitão do tetracampeonato mundial do Brasil em 1994, Dunga tem se destacado durante esta pandemia do coronavírus com várias ações sociais em prol dos menos favorecidos. Mas vem de longa data a sua característica solidária de ajudar a quem mais precisa.

Em entrevista concedida à ESPN Brasil, ele revelou que desde os tempos de jogador, em 1993, já fazia doações e auxiliava instituições carentes. Na atual fase, entende que os governantes “não vivem no mundo real”.

“Tenho procurado ajudar, estar no local, entender o que acontece. Às vezes, parece que quem governa, os nossos líderes, não vivem no mundo real. Até mesmo eu, que tenho ido, muitas vezes não me dou conta. Outro dia fui em um lar de Porto Alegre com 130 homens, 35 de cama sem poder levantar. Perguntei quem auxiliava e me disseram que eles mesmo sem ajudam. Tem só três enfermeiros. Pô, isso me deixa chocado”, lamentou.

Dunga revelou estar recebendo bastante ajuda em suas arrecadações de alimentos e doações nesse período do avanço da Covid-19.

“Muita gente tem ajudado. O D’Alessandro, o Tinga, o pessoal do Grêmio também. O Rafinha, do Flamengo, também”, comentou.

Enquete

Você é favorável ao retorno dos jogos de futebol?

  • Somente a partir de junho, com portões fechados (38%, 2.402 Votos)
  • Não há condições de ter futebol em 2020 (26%, 1.667 Votos)
  • Sim, imediatamente, mas com portões fechados (24%, 1.493 Votos)
  • Sim, imediatamente (12%, 776 Votos)

Total de Participantes:: 6.338

Carregando ... Carregando ...

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Loading...