Renato revela conselho a Pepê e se incomoda com pergunta sobre preservar jogadores: “Ladainha”

Confira mais detalhes da entrevista coletiva do técnico Renato Portaluppi após Fortaleza 0x0 Grêmio

Envolvido em rumores que o ligam ao futebol europeu, tendo o Porto e o Zenit como os potenciais interessados, Pepê foi aconselhado pelo técnico Renato Portaluppi durante esta semana. A revelação é do próprio treinador gremista, dada em coletiva de imprensa depois do empate em 0x0 com o Fortaleza fora de casa pelo Brasileirão neste sábado.

Renato revelou ter pedido “calma” para Pepê definir o seu futuro e reforçou que conta com o atacante para a fase final da temporada, tanto no restante do Brasileirão como na final da Copa do Brasil diante do Palmeiras.

“Eu conversei bastante com o Pepê. Dei um monte de conselhos. Sempre procuro aconselhar os mais jovens. Uma das coisas que falei pra ele é pra ter calma. Ainda temos dois meses de competição, depois ele senta com o presidente e se acerta”, falou o treinador.

Incômodo de Renato em coletiva

Na partida deste sábado no Castelão, Renato não mandou a campo os habituais titulares Vanderlei, Diogo Barbosa, Kannemann, Jean Pyerre e Diego Souza. Ainda assim, o treinador descartou ter feito “preservações” e alegou ter os seus motivos para a “não” escalação desses atletas.

Desconfortável com o assunto, Renato ainda avisou que não vai mais usar a palavra “preservação” em suas respostas:

“Não existe a palavra “preservação” aqui dentro. Vocês não sabem o que acontece no dia a dia, eu não vou falar pra vocês e nem o departamento médico vai. O problema de vocês é achar que estão sempre certos. Ninguém conhece melhor os jogadores do que os treinadores. Vocês gostam de botar na cabeça do torcedor que o Grêmio poupa jogadores. Mas o Grêmio não poupa ninguém. Se em um jogo vocês não encontrarem determinado jogador, é porque o treinador tem motivo para não usar. Ponto”, disse, antes de acrescentar:

“Queria que tu estivesse aqui para eu perguntar de volta: o que te garante que eu poupei os jogadores? Vocês ficam o dia todo no ar-condicionado e não sabem da notícia. É sempre essa ladainha de preservar ou não preservar. A cada partida, procuro colocar força máxima. Não é que eu não queira colocar alguns jogadores em campo, eu estou impossibilitado. O recado que eu vou dar para o torcedor é o seguinte: sempre que puder, vou colocar força máxima”.

Com o empate frente ao Fortaleza, o Grêmio permanece em 5° com 49 pontos e visita o Palmeiras na sexta-feira que vem ainda pelo Brasileirão.

As próximas partidas do Grêmio no Brasileirão:

• Palmeiras (Allianz Parque) – 15/01
• Atlético-MG (Arena) – 20/01
• Inter (Beira-Rio) – 24/01
• Flamengo (Arena) – 28/01
• Coritiba (Couto Pereira) – 31/01

Veja (após a publicidade) grupos de WhatsApp para participar.

Grupos WhatsApp: Apenas para receber as últimas notícias do zona mista

Comentários
Loading...

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies