Renato volta a se incomodar com a imprensa após derrota do Grêmio

A opção do Grêmio em escalar a sua força máxima desde o início do Gauchão tem, de certo modo, surpreendido a imprensa gaúcha. De fato, nos últimos anos, o tricolor iniciou as suas campanhas com time reserva ou no máximo misto, algo que não está sendo visto neste 2020.

Até agora, foram três vitórias e dois empates sempre com a força máxima, como neste domingo, na surpreendente derrota de 2×1 diante do Aimoré, em São Leopoldo. Após a partida, Renato foi perguntado se estava se inspirando em Jorge Jesus, do Flamengo, que, em 2019, montou uma estratégia de usar 100% dos titulares sempre que possível.

“Vamos esquecer o Jorge Jesus. Ele tem uma seleção no Flamengo. Tem 200 milhões de reais pra gastar. É difícil entender vocês. Quando poupamos, vocês falam. Quando não poupamos, falam também. Acho que vocês devem marcar uma janta pra combinar o que falar e o que perguntar. Não temos mais nada pra disputar agora e a Libertadores é daqui um mês pra gente. Aí chega na Libertadores e vocês vão falar que estávamos sem ritmo. Por que poupar?”, questionou.

Renato
Renato vê incoerência da imprensa – Foto: Lucas Uebel/Grêmio

Para além da questão preservar-usar força máxima, Renato reconheceu que, independente dos jogadores, o primeiro turno de um modo geral do Grêmio no Gauchão não foi bom.

“Não fizemos uma boa partida, principalmente no primeiro tempo. Melhoramos no segundo, mas não o suficiente para conseguir o resultado. Perdemos quando podíamos perder. Não fizemos um bom primeiro turno, mas agora é acordar para a semifinal”, frisou.

Em data a ser confirmada pela FGF, o Grêmio vai enfrentar o rival Inter, no Beira-Rio, pela semi do 1° turno do estadual.

Grupos WhatsApp: Apenas para receber as últimas notícias do zona mista

Top 2

1 De 13
Comentários
Loading...

Utilizamos cookies. Ao continuar acessando este site você estará concordando com as políticas de privacidade. Aceitar Ler políticas

Políticas & Cookies